Sexo é bom! A maior parte do mundo concorda.

Que também faz muito bem à saúde, não é dúvida para mais ninguém!

E o sexo fica ainda melhor quando existe prazer para ambos, quando há conforto e segurança durante a relação sexual, não é mesmo?

E para que ele fique ainda mais gostoso, hoje temos diversos produtos à disposição no mercado que auxiliam e ajudam a divertir e facilitar qualquer etapa.

Hoje vamos falar de um que, digamos, é essencial: o lubrificante íntimo. Engana-se quem pensa que é tudo igual. E engana-se também quem pensa que ele só pode ou precisa ser usado para facilitar a penetração. Na verdade, ele pode e deve ser usado durante todo o ato sexual.

Existem várias diferenças entre os lubrificantes íntimos, tanto para a pessoa que vai usar quanto para o momento em que vão ser usados. O importante é conhecer as opções existentes no mercado e fazer a escolha que melhor se adapta à sua necessidade e à necessidade do seu parceiro ou parceira.

Ficou curioso ou curiosa? Calma aí, antes vamos conhecer um pouco mais sobre esse tipo de produto capaz de fazer maravilhas? Logo vamos te explicar como você pode escolher aquele lubrificante íntimo para chamar de seu.

Para que serve o lubrificante íntimo?

Ele é uma lubrificação artificial que pode ser usada para deixar a penetração mais confortável e prazerosa, diminuindo o atrito e evitando dores e machucados. Diminuindo-se o atrito, também se diminuem os riscos de a camisinha romper.

E também há aqueles lubrificantes feitos para deixar o sexo mais divertido e saboroso: com sabor, que pode ser usado no sexo oral; que esquenta, aumentando a sensibilidade e o prazer.

Quando deve ser usado?

O lubrificante íntimo é indicado principalmente quando há alguma deficiência na lubrificação natural ou esta é inexistente; e existem muitas razões para isso acontecer, como o uso de remédios, entre outros.

Mas o lubrificante íntimo também pode ser usado simplesmente para aumentar o prazer e o conforto na hora da relação sexual. Algumas opções disponíveis no mercado, com sabores e aromas específicos, podem deixar o sexo oral ainda melhor, ou para aquelas pessoas que não gostam do cheiro e gosto característicos dos órgãos genitais.

Outro uso para o lubrificante íntimo é durante a masturbação, que pode ser a dois ou sozinho. Ele facilita o ato e aumenta o prazer.

E deve ser usado sempre durante o sexo anal — já que a região não possui lubrificação natural — para deixar o ato mais prazeroso.

Quais os riscos de se fazer sexo com pouca lubrificação?

Sem a devida lubrificação, o pênis precisa forçar a entrada e não ocorre o deslizamento, logo pode causar dores, fissuras, cortes e até levar a ausência de prazer.

Quais tipos de lubrificantes íntimos existem?

Atualmente existem três tipos principais de lubrificantes íntimos, de acordo com o tipo de substância central usado:

- Lubrificantes à base de água: são os mais comuns e fáceis de ser encontrados. Não causam alergia (são hipoalergênicos), não reagem com o látex da camisinha, não mancham as roupas e podem ser limpos facilmente, tornando esta opção mais prática. Mas não são tão densos e seu efeito dura menos se comparado aos outros. Existem os neutros, os com aroma ou sabor, os que esquentam e os que refrescam. Nessa linha ainda existe lubrificante que se assemelha muito a lubrificação natural da vagina.

- Lubrificantes à base de silicone: também não reagem com o látex do preservativo e são mais difíceis de limpar se comparados com os lubrificantes à base de água, mas têm um efeito mais duradouro. Outra vantagem é que alguns são à prova de água, ou seja, perfeitos para locais molhados, como piscinas, banheiras e chuveiros. Podem diminuir a vida útil dos brinquedos sexuais.

- Lubrificantes à base de óleo: são mais espessos do que os outros e também têm maior durabilidade. Alguns podem vir com cheiro, que podem ser afrodisíacos, e além de lubrificar, incrementam a relação dando um cheiro especial para a região aplicada. São excelentes para as brincadeiras e preliminares.

Dicas para escolher o lubrificante ideal pra você

Agora que você já conhece quais os tipos de lubrificantes íntimos existentes no mercado, separamos algumas dicas quentes para você escolher o melhor para vocês:

- Na dúvida, escolha um lubrificante à base de água, é o mais comum e com risco quase zero de causar alergia. Aproveite os lubrificantes que aquecem ou que refrescam para lubrificar e ainda causar mais prazer com o efeito citado.

- Você deve informar ao seu médico ao sentir dificuldades ou ausência de lubrificação vaginal; ele mesmo pode indicar o melhor lubrificante íntimo para o seu caso. Apesar de ser comum haver ausência de lubrificação em algumas mulheres durante o período de menopausa, a mulher pode escolher o lubrificante de sua preferência ou até mesmo ir testando até chegar ao seu lubrificante ideal, mas o acompanhamento médico é sempre recomendado.

- Se preferir um lubrificante que dure mais durante a relação sexual, você pode optar pelos que são à base de silicone; eles também não reagem com o látex, é muito raro algum ter alergia ao silicone, mas pode acontecer com algumas pessoas, então o ideal é aplicar uma pequena quantidade e observar se acontece alguma reação. Podem ser mais confortáveis para pessoas com pele sensível.

- Experimente os lubrificantes comestíveis durante o sexo oral, vocês dois vão experimentar novas experiências e se permitir novas formas de prazer. E até dando um toque especial a relação com um cheirinho irresistível, como de morango por exemplo.

- Nunca use produtos que não sejam específicos para a região genital, como outros cremes. A região é muito sensível e o uso de produtos não indicados pode causar sérios problemas.

- Também não é indicado o uso de lubrificantes caseiros, pois podem causar riscos à saúde.

Vá muito além...

Apesar de a maioria das pessoas ligarem o uso dos lubrificantes íntimos à penetração, eles podem e devem ser usados para levar o casal muito além. Eles podem ser usados nas preliminares, para um toque mais confortável e excitante, e podem ser usados também durante o sexo oral, deixando-o ainda mais prazeroso, saboroso e divertido.

Também falamos do uso essencial dele durante o sexo anal, já que a região não produz lubrificação natural.

Mas vocês podem usar o lubrificante íntimo em todos os momentos do sexo, desde as preliminares, ajudando a relaxar e aumentar a excitação e o prazer.

Com o uso de brinquedos eróticos também são excelentes, pois possibilitam que se brinque bastante antes de começar efetivamente a relação sexual em si.

Converse com seu parceiro ou sua parceira, apresente a proposta do uso do lubrificante íntimo, experimentem todas as novas sensações que eles podem ajudar a provocar. Muito prazer!