Mesmo que você não tenha um em casa, provavelmente já deve ter ouvido alguma história de alguém muito próximo que não fica sem vibrador, não é mesmo?

A verdade é que esse acessório é realmente muito útil tanto para ser usado sozinho ou a dois e tem uma legião de fãs que já sabem de todas as maravilhas possíveis de se fazer com ele.

Continue conferindo, que aqui vamos lhe apresentar informações sobre origem, benefícios, tipos de vibradores e como você pode incluí-los na sua busca pelo prazer.

Como surgiram os vibradores

Mas você já parou para pensar em como surgiram esses brinquedos que hoje fazem a nossa diversão?

A invenção ficou por conta de um médico vitoriano que inventou o acessório a fim de facilitar a massagem pélvica que era realizada por médicos para tratar alguns transtornos nas mulheres, como a ansiedade.

Isso mesmo, o tratamento era nada mais, nada menos que levar essas mulheres ao orgasmo. Mas o trabalho acabava por ser monótono e cansativo e por isso veio a ideia de “automatizar” o processo.

Mais tarde, ele passou a ser usado pelas pessoas em suas próprias casas, e, claro, ganhou novos modelos e materiais ao longo de todos esses anos. Também chegou a ser usado para tratar outras dores em outras regiões do corpo.

Benefícios dos vibradores para o corpo

Daí já podemos ver o quanto os vibradores podem ser benéficos, não é mesmo? Além, é claro, de proporcionarem muito prazer, a só ou a dois, os vibradores podem oferecer outros benefícios, inclusive para a saúde do corpo.

Para começar, usar o vibrador é uma ótima maneira de conhecer melhor o seu próprio corpo e estimular a região íntima, facilitando, assim, que os orgasmos aconteçam com mais facilidade. Dessa forma, você também entende melhor como funciona o corpo, quais as posições são mais satisfatórias e como pode ter relações cada vez mais prazerosas.

Os vibradores também podem deixar a relação a dois muito mais íntima e prazerosa. Sim! Estudos já comprovaram isso: os casais que fazem uso dos vibradores na relação têm maior tendência de desenvolver uma cumplicidade maior, o que é bastante benéfica para a relação sexual e para a relação do casal como um todo.  Faça o teste! É uma ótima maneira também de sair da rotina.

Inclusive, o uso dos vibradores também pode aliviar os sintomas da menopausa. É o que diz uma pesquisa feita na Universidade de Yale nos Estados Unidos, justamente para fortalecer a região pélvica, aumentar o fluxo de sangue e a lubrificação vaginal.

Seu uso também está ligado a mais excitação, lubrificação e menos dores na hora do sexo, isso porque ele estimula a região pélvica, a mulher consegue ter mais controle sobre os músculos da região, assim como, já mencionado, o aumento do fluxo sanguíneo e da lubrificação vaginal.

Tipos de vibradores

Desde sua criação até hoje, os vibradores ganharam novos formatos, materiais, maneiras de vibrar, tamanhos, inclusive ganharam novas camuflagens. Já é possível encontrar vibradores em formato de batom, por exemplo, e muitos outros. Perfeitos para serem carregados para todo lado.

Há aqueles mais realistas parecidos com um pênis, outros mais coloridos e divertidos. Existem aqueles com curvatura que facilitam a estimulação de áreas como o ponto G, e ainda aqueles com um controle maior de vibração e ritmo. Ou seja, tem para todos os gostos. Conheça alguns modelos:

- Clássicos: são os vibradores tradicionais (personal), que vão dos menores aos maiores, alguns em PVC e outros em material aveludado e mais macio. Pode ter mais a “cara” de pênis, ou em outros formatos mais discretos.

- Ponto G: são os modelos com uma curvatura para que alcance o ponto G. Alguns têm massageador para o clitóris junto, trazendo três estímulos ao mesmo tempo: canal vaginal, clitóris e ponto G.

- Rotativos: os famosos rotativos ou rabbits tem algumas variações. Os tradicionais, além da vibração, têm esferas que giram e que estimulam, a grande maioria tem estimulador de clitóris. Alguns têm sistema sobe e desce, outros são curvados para alcançar o ponto G. São vários benefícios em um único vibrador, proporcionando muito mais prazer. Já parou para imaginar o que um desses é capaz de fazer?

- Vibrador para casal: traz prazer aos dois ao mesmo tempo. Seu formato é em “U”, que fica acoplado na entrada do canal vaginal, estimulando o clitóris, canal vaginal e ponto G ao mesmo tempo. Durante a penetração, o pênis também terá contato com o dispositivo e o homem também será estimulado, aumentando o prazer do casal.

- Estimulador de clitóris: são vibradores que estimulam o clitóris ou possuem uma parte dedicada ao estímulo dele.

- Cápsulas e bullets: são discretos e indicados para estimulação clitoriana. Possuem diversos tamanhos e potências vibratórias, têm formatos de cápsula, bala ou ovo. Uma de suas características mais marcantes é a potência, que pode ser ajustada através de controle, com ou sem fio, e em alguns modelos tal controle é embutido no vibrador.

- Dupla estimulação: Os vibradores que contêm a dupla função de estimulação (clitóris e ponto G ao mesmo tempo) são conhecidos por serem provocadores de altas doses de prazer.  

Incluindo o vibrador na relação a dois

Uma das maneiras de introduzir o uso do vibrador na relação sexual é optar por um modelo simples para se habituarem com o objeto, entenderem como ele pode ajudar a aumentar o prazer.

Por ser um acessório que mantém um ritmo em sua vibração, é ideal para estimular o clitóris da mulher enquanto o parceiro fica livre para explorar outras partes do corpo, inclusive durante a penetração, por exemplo.

Também pode ser usado para promover um relaxamento maior na região anal antes do sexo.

No homem, pode ser usado como massageador em diversas áreas do corpo — assim ele vai se acostumando e entendendo melhor como funciona.

Depois de um tempo, o ideal é ir experimentando outros modelos, como os que possuem mais de um estímulo (clitóris, ponto G e vagina, por exemplo) ou ainda os vibradores para casais, que são capazes de estimular a mulher e o parceiro durante a penetração.

Sempre que se sentirem seguros, experimentem um novo modelo dos mais diferentes tipos de vibradores. Novidades no sexo são (quase) sempre bem-vindas!

Tirando o melhor proveito dos vibradores

Apesar de tantos benefícios, os vibradores em seus diversos tipos ainda são vistos com olhos tortos. Algumas pessoas ainda acreditam que ele acaba substituindo o parceiro na relação. Pode isso? Apesar de todo o poder que esses acessórios possuem para proporcionar prazer, nada seria capaz de substituir o cheiro, o toque, o beijo, o pele a pele...

Tanto o vibrador quanto os outros acessórios eróticos estão aí para que a gente faça bom proveito deles. Use-os para sair da rotina, se conhecer mais na intimidade, brincar, rir, enfim, se sentir melhor, só ou acompanhada (o). Se ainda há vergonha ou qualquer resistência, procure deixá-la de lado e usufruir de todas as maravilhas que o vibrador pode proporcionar. Muito prazer!