Toda mulher sabe que, mais hora, menos hora, a menopausa vai chegar. Alguns dos sintomas desse período que antecede a última menstruação e marca o fim da vida reprodutiva, o chamado climatério, são bastante conhecidos: calor excessivo, ciclo menstrual irregular e distúrbios do sono. O que nem todo mundo sabe é que a lubrificação na menopausa também sofre alterações.

A secura vaginal é uma reclamação bastante frequente entre as mulheres que estão passando pelo climatério e isso faz com que muitas se afastem do sexo, uma vez que a lubrificação comprometida pode causar desconforto na hora da penetração. Mas, com alguma ajuda, é possível contornar a falta de lubrificação na menopausa e ter a vida sexual de sempre (quem sabe, até melhor, segundo este estudo!).

Mas, antes de conhecer os produtos indicados para amenizar a falta de lubrificação na menopausa, precisamos esclarecer alguns pontos sobre esse período tão significativo na vida das mulheres. Então, acompanhe com atenção que no final você saberá direitinho porque e como resolver esse problema!

Os motivos da queda da libido e falta de lubrificação na menopausa

Toda mulher nasce com um número determinado de óvulos que devem ser liberados mês a mês a partir da menarca, ou seja, da primeira menstruação. Porém, os óvulos liberados não são repostos, então, um belo dia eles irão acabar e o corpo, claro, dá alguns sinais de que esse dia está próximo.

Quando o último óvulo é liberado, junto à menstruação, cessa também a produção nos ovários de dois hormônios importantes para a vida sexual da mulher: o estrogênio e a progesterona. A baixa desses hormônios durante o climatério e sua ausência após a menopausa (que é a última menstruação de fato) causam:

-Menor fluxo sanguíneo na vulva, portanto, menos libido e lubrificação;

-Afinamento das paredes da vagina;

-Dor durante as relações;

-Atrofia vaginal;

-Coceira.

Embora a resposta sexual da mulher aos estímulos seja mais lenta, o prazer sexual não é afetado pelo climatério, menopausa ou por qualquer questão de idade. O que precisa ser feito é reconhecer o novo funcionamento do corpo e adequá-lo ao seu prazer. 

O fator psicológico por trás da falta de libido

Muitos especialistas acusam que alguns fatores psicológicos contribuem para a queda da atividade sexual com a proximidade da menopausa. Esse período é aquele que marca o início da vida estéril, que pode ser encarado negativamente por muitas mulheres que associam esse fato como um lembrete que estão envelhecendo.

Isso faz com que muitas deixem a sexualidade de lado ou se sintam menos desejáveis, consequentemente, mais retraídas. Por isso que cuidar da mente e da autoestima é tão importante nesta fase, uma vez que a vida sexual pode ser ajustada (dar atenção especial às preliminares é mais importante que nunca!) e aceitar a nova condição pode ser a porta de entrada para um novo mundo cheio de prazer! 

Clitóris: um amigo para a vida toda

Existe um órgão no corpo feminino que nem a menopausa, nem o tempo irão afetar: o clitóris! A única função dele é dar prazer e isso não muda com o passar o tempo! Essa é uma ótima notícia para quem sofre com os efeitos do climatério e sabe que uma vida sexual ativa e responsável só traz benefícios!

Os vibradores de clitóris são ótimos parceiros para quem quer continuar (ou aumentar!) com orgasmos incríveis antes ou depois da menopausa!

Como contornar a falta de lubrificação na menopausa

Já que o próprio corpo, por conta da falta de estrógenos, para de produzir a lubrificação, o jeito é conhecer novas formas de conquistá-la, certo? E os lubrificantes disponíveis no mercado são excelentes para uma relação sexual prazerosa em qualquer etapa da vida.

Ainda muito associados ao sexo anal, muitas mulheres têm deixado o tabu de lado e lançado mão desse produto na hora da masturbação ou do sexo acompanhado. Conheça agora alguns tipos que vão ajudar a superar a falta de lubrificação na menopausa.

Lubrificantes com sensações

Eles também podem ir além de apenas diminuir o atrito de acessórios ou da penetração. Os lubrificantes beijáveis, por exemplo, também podem ser usados para o sexo oral e são testados para garantir a segurança do uso. Outros trazem apenas o aroma e são encontrados em algumas fragrâncias, como menta e morango.

Lubrificantes para sexo na água

Não precisa estar próxima à menopausa para sentir algum desconforto nas relações sob a água, seja na piscina, chuveiro, banheira, entre outros, uma vez que a água acaba com toda a lubrificação natural. Para essas ocasiões, um lubrificante específico para o uso embaixo d’água pode ser solução!

As opções oferecem fórmula resistente à água, lubrificação prolongada e, dependendo do produto, pode esquentar de acordo com o contato.

Lubrificante de alta performance

Um lubrificante tem chamado muito a atenção e impressionado quem faz uso, que é um lubrificante à base de silicone, proporciona um toque diferenciado, além de lubrificar por muito mais tempo.

A importância do assoalho pélvico na saúde sexual

Com a diminuição e, consequentemente, a parada da produção de estrógenos, o assoalho pélvico, que engloba períneo e a região que vai do clitóris ao ânus, no caso das mulheres e, no caso dos homens, da base do pênis ao ânus, tende a enfraquecer. As consequências podem incluir incontinência urinária e fecal e alterações sexuais, como diminuição da sensibilidade.

Especialmente em mulheres que tiveram filhos através de parto normal ou natural, o assoalho pélvico merece atenção especial, principalmente com a chegada da menopausa onde os tecidos perdem força.

Para tratar a região íntima em homens e mulheres, foi desenvolvido o Peridell, um massageador pélvico com diferentes ponteiras para estímulo dos músculos. As ponteiras pontiaguda e gancho podem ajudar a tratar os problemas de atrofia vaginal, dor e desconforto na hora da penetração, comuns nessa etapa da vida.

Combinar o uso do Peridell com o lubrificante certo pode transformar o momento de cuidar da saúde em um tempo só seu e do seu prazer! Aproveite e conheça a linha completa de lubrificantes da Desejo Oculto Sex Shop!